A má circulação do sangue nas pernas indica problemas na saúde do coração?

Não é de hoje que elas incomodam. Um dos primeiros registros que se tem das varizes foi em uma estátua de mármore encontrada na Grécia, esculpida a mais de dois milênios. O problema é antigo, mas os cuidados seguem cada vez mais necessários. E vão muito além, como muitos pensam, de uma questão apenas estética: as varizes (ou veias varicosas) podem trazer repercussões e riscos sérios à saúde! Para se ter ideia da quantidade de pessoas atingidas, de acordo com a SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular), 38% da população do país convive com as varizes. No entanto, apesar de ser relativamente comum, o tema ainda é rodeado de dúvidas e desinformação. O que são as varizes? As varizes são veias superficiais que ficam salientes na pele. De coloração púrpuro-azulada, são veias dilatadas, deformadas, tortuosas e alongadas. Basicamente, elas se evidenciam devido a problemas de circulação que geram o acúmulo de sangue não oxigenado nas pernas. De forma resumida: o sistema circulatório ou cardiovascular é formado pelo coração e vasos sanguíneos. O sangue é bombeado com uma força intensa pelo coração para o corpo todo através de uma rede de artérias, veias e capilares. No entanto, o caminho de volta não é tão simples e fácil, especialmente na irrigação dos pés e das pernas, em que é preciso agir contra a gravidade. O chamado sangue venoso precisa de impulso para conseguir voltar ao coração e completar o ciclo circulatório –a panturrilha ajuda no processo ao contrair e relaxar, empurrando o sangue para cima. Quando isso não ocorre, o principal problema é a insuficiência venosa crônica, caracterizada pelo surgimento das varizes. As veias possuem válvulas que abrem e fecham, impedindo que o sangue tome o caminho contrário. Ao ficarem varicosas, enfraquecem. Com o tempo, se dilatam, deformam e podem deixar de cumprir o seu papel. Assim, as válvulas também perdem sua função e não controlam mais o retorno do sangue, que se acumula nas canelas e nos tornozelos provocando deformação e inchaço. O quadro progride aos poucos e não dá vestígios nos estágios iniciais. As manifestações ou complicações das varizes vão depender, entre outros fatores, do grau de comprometimento das veias. Além das varizes, alguns sinais indiretos podem dar indícios de que o sangue não está voltando como deveria, a exemplo de manchas verdes ou roxas (que se expandem aos poucos), dores e coceira frequente nas pernas, sensação de queimação e cansaço nos pés e inchaço nos membros inferiores, principalmente no fim do dia. As veias varicosas são ainda um alerta para o surgimento ou agravamento de doenças, como a trombose venosa, flebites (inflamação dos vasos), úlceras (feridas nas pernas de difícil cicatrização), gangrena e até embolia pulmonar. Fonte: Viva bem UOL

Fale conosco

INNOVA Medical Center – Todos os direitos reservados.

Este site segue as determinações do Manual de Publicidade Médica e do Código de Ética Médica (Resolução CFM nº 1974/11). Se você observou algum item que não esteja de acordo com o Manual ou o Código de Ética, por favor, entre em contato para informar o problema.
favicon

Clínica INNOVA Medical Center

Clínica

Clínica INNOVA Medical Center

Olá, bom dia! Sou Gilvânia, secretária da Clínica INNOVA. Como posso ajudar? Tem alguma dúvida? Gostaria de marcar uma consulta com um de nossos médicos ou profissionais da saúde?

03:15